Até vê-lo de novo

reencontro.jpgAs coisas são ditas em outras línguas de modos que talvez espelhem formas de pensar um pouco diferentes daquelas a que estamos acostumados. Estive pensando nas despedidas, e dei-me conta de uma coisa.

Estamos habituados ao “tchau”, que nada mais é do que um barulho, nascido do italiano “ciao”, que na verdade significa “olá” naquela língua. Sendo apenas um barulho, ele nada significa senão a marca do momento de apartar-se. Ele não tem compromisso com qualquer sentimento ou expectativa, não promete nada. É indiferente e vazio.

Por outro lado, há o “adeus”, que ficou de expressões como “entrego-te a Deus”. Não sei, soa-me um “lavo as mãos” bem ao gosto de Pilatos, como quem diz “este agora não é mais problema meu”. O “adeus” é tão indiferente quanto o “tchau”, porém sua indiferença aqui é consciente e, quiçá, desejada. Quem diz adeus não espera rever, e talvez não queira.

Enquanto que “arrivederci”, “au revoir” e “auf Wiedersehen” dizem, cada um na sua língua, a mesma coisa: até vermo-nos de novo. Expressam, na despedida, a esperança do reencontro. Temos nossas próprias versões desta mensagem, mas é estranho o quão pouco dizemos “até mais ver”, “até mais”… “Até logo” e “até breve” não são bons exemplos, marca-os a premência, a pressa, da qual nem sempre é possível ter certeza.

E é pensando nessas coisas, entre outras, que me despeço de você, que me acolheu como um filho, como eu jamais imaginaria, e que aprendi a admirar e prezar como a um pai… De você, que acaba de partir de forma tão inesperada, deixando-nos atônitos e pensativos, e sentindo imensamente sua falta.

Despeço-me, então, sentindo, apesar dos pesares e dos mistérios que cercam tudo isso, que o certo e justo é dizer “até nos vermos de novo”. Porque o afeto que une as pessoas mantém-nas ligadas de alguma forma; mantém algo de cada um no outro, e nos chama a reunirmo-nos de novo um dia, qualquer dia, e de qualquer forma que seja.

Aqui ficamos, pensando em você, não o esquecendo, e continuando a querê-lo bem…

Até vê-lo de novo! (o que certamente será)

Anúncios

Há espaço para comentários, que só são publicados após dupla moderação, automática e manual. Mensagens ofensivas ou sectárias serão eliminadas automaticamente pelo software, e provavelmente ninguém jamais as lerá, por isso o tempo de escrevê-las é perdido desde o início.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: