Esclarecendo…

Quando resolvi ter um blog, queria apenas ter um espaço para escrever coisas talvez interessantes que me passam pela cabeça, antes que tenham passado de vez, deixando apenas a lacuna sombreada de algo pensado e esquecido (algo que me incomoda bastante – a você não?) . Depois, nas oportunidades em que por muitos dias minha cabeça ficava tão deserta quanto um sambódromo em julho, passei a fazer cópia de coisas que lia e achava interessante. Mas nunca pretendi apropriar-me dessas coisas como minhas, nem fazer das coisas que eu escrevo motivo para envaidecimento. Não falo outras línguas, bom, arranho um inglês bem sem-vergonha. O resto de coisas em língua estrangeira são traduções que constavam dos originais, ou que fiz com ajuda do Google para dar uma versão em português do texto a quem interessar possa. Em resumo: nada disto aqui é para eu me sentir mais inteligente ou ser bajulado. Aliás, é tudo que eu não quero. De quem lê o blog, espero apenas que me ajude a encontrar erros ou fazer críticas construtivas ao pensamento exposto, se tiver tempo e paciência para isto. Esse tipo de coisa eu acho positivo. Peço mil desculpas se dei a entender, em algum momento, outra coisa. Deus me livre do pedantismo, da presunção e da arrogância. Amém.

Anúncios

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: