Que horror

Coisas assim me fazem ter nojo de pertencer à espécie humana…imagem

A Secretaria de Justiça e Cidadania de Santa Catarina retirou o porte de arma de dois agentes prisionais acusados de terem praticado tiro ao alvo com uma cadela vira-lata. Eles estão respondendo a uma sindicância e a um inquérito policial. Dependendo do resultado das investigações, os agentes podem até perder o emprego.

Os processos vão indicar se os dois utilizaram munição, armamento e veículo do Estado e se praticaram o crime durante o expediente. Ambos atuam na Penitenciária de São Pedro de Alcântara (32 km de Florianópolis). Os nomes dos agentes não foram divulgados.

O animal vivia nos arredores da unidade prisional e era alimentado por funcionárias. Os próprios colegas denunciaram o caso à administração. Segundo o relato, eles teriam colocado a cadela em um carro oficial e a levado a um local distante, para realizar os disparos. “Isso envergonha, mas sabemos que é um caso isolado”, diz o diretor do Departamento de Administração Prisional de Santa Catarina (Deap), Hudson Queiroz.

De acordo com Queiroz, é o inquérito civil e a sindicância na secretaria que vão definir qual a punição dos agentes, que pode variar entre advertência e demissão. O relatório do processo administrativo deve ser entregue em 15 dias e o processo na Polícia Civil deve ser concluído em 30 dias. Pela Lei de Crimes Ambientais, se enquadrados, ambos podem ser condenados a prisão entre três meses e um ano e ter que pagar multa.

Apesar das quatro perfurações no corpo em razão dos tiros, a cadela sobreviveu. Depois de passar a noite agonizando, Pituca, como é chamada, foi levada a uma clínica e sofreu cirurgia. “Ela tinha choque hemorrágico, estava debilitada. Foi feita uma transfusão e ela permaneceu quatro horas na mesa de operação”, explica o veterinário Marcelo Flicki, apostando na recuperação do animal, que já consegue ficar sobre as quatro patas e se alimenta quase normalmente.

Anúncios

3 Responses to Que horror

  1. Marcelo says:

    Caro O IMPRESSIONISTA!
    Parabéns por colocar em seu Blog um assunto tão sério como este e permitir que nos postemos nossos comentários.
    Primeiramente vale lembrar que estes 2 “vermes” são COVARDES e se valem de estarem armados para se sentirem mais “homem”. Garanto pra quem estiver lendo minha mensagem que, se eu estivesse lá e também estivesse armado, a coisa não iria ficar assim não….. eles iriam pagar CARO pelo que fizeram, pois, sou TOTALMENTE CONTRA o maltrato dos animais. Que fique registrado aqui neste Blog que todos que praticam atrocidades contra animais são indivíduos COVARDES e não haverá perdão para estes depois da morte.

  2. Nina says:

    Que o Senhor da vida, cubra você doutor Marcelo Flicki com suas bençãos, proteção, saúde, coragem, amor, humildade, bondade, por respeitar a todo ser que tem vida, mesmo sendo este um cãozinho de rua. Pelo poder do Divino Espírito Santo que sopra em você todos os dias, conseguiu salvar a Pituca, tenha certeza que ao modo dela concedido por nosso Criador maior, ela o agradecerá sempre, parece bobagem? Talvez, mas seu coração sabe o valor do que estou dizendo.
    Saiba que desde hoje, estará em nossas orações por tão grande respeito à profissão que exerce e à vida, dom precioso…

    “Tudo o que respira canta glórias ao Senhor”

    • Eu não queria polemizar, juro que não queria…
      Mas onde estava o Senhor quando praticaram tiro ao alvo na Pituca? Onde ele está quando acontecem tantas outras atrocidades como essa (e piores) mundo a fora, repetidas cansativamente todos os dias desde sempre? E os crápulas que fizeram isso, respirando cantavam glorias?
      Entendam-me: em princípio não duvido do bom coração, da beleza e da profundidade da fé das pessoas que dizem essas coisas (começo a duvidar quando vejo algumas delas explorando ou praticando atrocidades contra seu semelhante justamente para louvar seu deus… não me peçam exemplos, eles estão aí fora aos montes), mas será necessário dizê-las? São coisas que não correspondem aos fatos à nossa volta. A fé no que não vemos nem conhecemos não pode confrontar o que acontece à nossa volta diante dos nossos olhos. Pelo menos eu penso assim. Desculpem por ser chato, mas não consigo lidar com essas coisas dessa forma. Diante de coisas horríveis, minha pouca fé tira férias. Lamento.

Há espaço para comentários, que só são publicados após dupla moderação, automática e manual. Mensagens ofensivas ou sectárias serão eliminadas automaticamente pelo software, e provavelmente ninguém jamais as lerá, por isso o tempo de escrevê-las é perdido desde o início.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: