Mães, sejam essa mãe.

Está correndo pela internet, e logo vai sumir na multidão. Como me emocionei muito, vou colar aqui nisso que tende a se tornar um álbum de recordações virtual… Algum dia, eu não sei quando, os jovens talvez não tenham que passar por isso. Nem pedir desculpas por isso. Nem ficar com medo de não ter esse acolhimento, nem ficar arrasados quando ele não acontecer. Porque, sabe, nem sempre acontece. E só quem torceu para que fosse assim, e não foi, sabe como é o desastre interno, a vontade de fugir, sumir, morrer… Alguns morrem mesmo, há até um belo filme baseado em fatos reais sobre isso. Alguns não morrem por um triz e ninguém nunca fica sabendo o quanto quase custou tanto orgulho. Mães (e pais, claro), sejam essa mãe. Não ser só causa dor.

Anúncios

Há espaço para comentários, que só são publicados após dupla moderação, automática e manual. Mensagens ofensivas ou sectárias serão eliminadas automaticamente pelo software, e provavelmente ninguém jamais as lerá, por isso o tempo de escrevê-las é perdido desde o início.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: